Reportagem do Fantástico sobre a Bichectomia

Data: 25/05/2015

Autor: Comunicação Dr.Tiago Tavares



Bichectomia desponta como uma das preferidas dos brasileiros

Bichectomia retira bolsas de gordura das bochechas e deixa rosto mais fino.

Procura pelo tratamento triplicou no Brasil.

O Brasil é líder em procedimentos cirúrgicos estéticos. E duas cirurgias estão despontando na preferência nacional. Uma delas tem um nome meio esquisito.

Você sabe o que quer dizer bichectomia?

E esse nome esquisito vem das ‘bolas de bichat’, bolsas de gorduraque ficam na bochecha, entre a maçã do rosto e a mandíbula. No
procedimento, o cirurgião faz um corte de um a um centímetro na parte interna da boca e retira as bolas de bichat.

O resultado é um rosto mais fino.

“A pessoa que tem a bochecha mais proeminente muitas vezes se incomoda com isso e a cirurgia está aí para resolver esse problema”.

O Fantástico trouxe um aplicativo que não é utilizado nos consultórios pelos cirurgiões, mas já dá para ter ideia de como a
pessoa vai ficar se ela fizer a bichectomia.

“Eu não gosto. Acho meu rosto muito grande”, conta uma mulher.

“Eu fico com o rosto mais delicado, fico mais magrinha. Eu me sinto melhor”, diz depois do teste.

“Sumiu bastante a bochecha. Estava bem gordinha, agora está bem melhor”, comenta outra mulher.

Nem todo mundo achou o mesmo.

“É meu charme hoje”, diz um homem.

“Quem não quer ficar com a aparência melhor, o rosto mais fino?”, pergunta uma mulher.

Era exatamente o que a Fernanda queria. “Eu achava meu rosto muito redondinho. E isso me incomodava muito. E quando eu reclamava, o povo falava, emagrece”, conta.

Ela emagreceu 10 quilos e o rosto continuou rechonchudo. Até que decidiu fazer a bichectomia, no fim do ano passado. “Afina
principalmente a parte aqui debaixo. Eu passo o dedo e sinto bem mais baixo”, diz Fernanda Martins Lopes, estudante de medicina.

“A gente não sabe dizer oficialmente. Mas olhando fotos de antes e depois a gente vê que a Angelina Jolie provavelmente fez, a Madonna provavelmente fez. O contorno do rosto, da face, da região da bochecha mudou”, afirma o cirurgião.

Se ela for banalizada, feita de qualquer modo, em qualquer lugar, por profissionais não treinados, a possibilidade de complicação é
grande.

Bichectomia, redução dos seios. Se está na moda, não importa. O que elas querem é se sentir mais bonitas.

“Eu estou me sentindo super feliz”, afirma Vicência.

FERNANDA: Eu me sinto bonita.

FANTÁSTICO: Agora tira muita foto?

FERNANDA: Muita selfie agora!

A BICHECTOMIA É UM PROCEDIMENTO CIRÚRGICO FEITO COM SEGURANÇA POR UM CIRURGIÃO BUCOMAXILOFACIAL; QUE É O PROFISSIONAL RESPONSÁVEL POR CIRURGIAS REPARADORAS E ESTÉTICAS NA FACE, PORTANTO FEITO COM SEGURANÇA DEVIDO A PRECISÃO DO CONHECIMENTO ANATÔMICO DA REGIÃO A SER OPERADA.

Agende uma consulta com o Dr Tiago Tavares para realização da sua cirurgia de Bichectomia. Seja bem vindo (a)!

Voltar

OUTRAS POSTAGENS

HUGOL possui atendimento especializado em ...

Profissionais especializados em traumas faciais HUGOL.

Dentre os possíveis traumas sofridos pelas vítimas de quedas ou acidentes de trânsito, existem os que ocorrem na face, tratados por uma dasespecialidades atuantes no HUGOL: a Cirurgia Buco-maxilo-facial, com profissionais da Odontologia que têm residência realizada em ambiente hospitalar, em nível de pós-graduação.

Os acidentes motociclísticos estão entre as principais causas de traumas faciais, seja pela falta do capacete ou até mesmo pelo uso de capacetes em desacordo com as normas-padrão. Guttieryque Pereira da Silva, 25 anos, foi paciente do HUGOL por 31 dias, pois sofreu uma queda de sua moto. Devido às lesões na face, recebeu atendimento da equipe de Buco-maxilo-facial da unidade e afirmou ter ficado contente com o tratamento dos profissionais. O alerta, nesse caso, é para utilizar o capacete, porém com atenção crucial na forma de prendê-lo corretamente na cabeça.

De acordo com o supervisor da Cirurgia Buco-maxilo-facial, Dr. Eder de Lima, o hospital tem atendido vários casos de trauma facial grave e a equipe cirúrgica tem obtido êxito nos procedimentos de reconstituição da face. “A Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial (CTBMF), sob a ótica da organização dos serviços hospitalares, tem como um dos seus objetivos o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e coadjuvante das doenças de origem traumática do sistema estomatognático e da região buco-maxilo-facial”, explica o supervisor.
Dr. Eder complementa que “a vítima de traumatismo facial pode apresentar lesões ósseas e/ou de tecidos moles que podem afetar funções vitais, ocasionando por vezes quadros hemorrágicos e obstruções das vias aéreas, incorrendo em sérios riscos à vida do paciente”.

O Movimento Maio Amarelo

Movimento Maio Amarelo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.


Acompanhando o sucesso de outros movimentos, como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “MAIO AMARELO” estimula você a promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos.

Vale ressaltar que o MAIO AMARELO, como o próprio nome traduz, é um movimento, uma ação, não uma campanha; ou seja, cada cidadão, entidade ou empresa pode utilizar o laço do “MAIO AMARELO” em suas ações de conscientização tanto no mês de maio, quanto, na medida do possível, durante o ano inteiro.

A motivação para o Movimento MAIO AMARELO não é novidade para a sociedade. Muito pelo contrário, é respaldada em argumentos de conhecimento público e notório, mas comumente desprezados, sem a devida reflexão sobre o impacto na vida de cada cidadão.

Em conclusão, o MAIO AMARELO quer e espera a participação e envolvimento de todos comprometidos com o bem-estar social, educação e segurança em decorrência de cultura própria e regras de governança corporativa e função social; razão pela qual, convidamos você, sua entidade ou sua empresa a levantar essa bandeira e fazer do mês de maio o início da mudança e fazer do AMARELO, a cor da “atenção pela vida”.