Higiene bucal segura e eficaz em bebês

Data: 29/08/2017

Autor: http://www.colgate.com.br/pt/br/oc/oral-health/life-stages/infant-oral-care/article/sw-281474979303134


É essencial obter as informações corretas o mais cedo possível tratando-se de higiene bucal dos bebês. Embora os dentes de leite dos bebês sejam temporários, eles ainda estão suscetíveis a apresentarem cáries e infecções, e as mães também podem transferir bactérias nocivas para suas crianças, de acordo com o site Mouth Healthy (Boca Saudável) da Associação Dentária Americana (ADA) . Conhecer a abordagem correta da higiene bucal em cada estágio de desenvolvimento de seu bebê lhe ajudará a ter certeza de estar fornecendo os melhores cuidados possíveis.

Higiene bucal dos bebês é a sua própria higiene bucal

Uma boa higiene bucal do bebê começa com a saúde dentária da própria mãe. Bactérias que provocam doenças, chamadas “streptococcus mutans” podem ser facilmente transferidas pelas mães às crianças, de acordo com a Academia Americana de Pediatria, e podem causar cáries. Hábitos alimentares ruins podem aumentar a produção de bactérias e o risco de transferência a seu bebê, portanto tenha atenção com sua dieta e certifique-se de cuidar bem de sua higiene bucal.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças indicam que cáries na infância prematura, ou cáries dentárias que resultam em formação de cavidades, é uma doença infecciosa bastante disseminada em bebês nos EUA. Esta também é uma das doenças mais fáceis de evitar, já que tomar as medidas de prevenção adequadas podem evitar sua ocorrência e melhorar a saúde bucal.

Os cuidados mais eficazes em cada estágio
Siga estas etapas para garantir uma higiene bucal adequada para suas crianças:
1. Agende sua consulta com o dentista no segundo trimestre da gravidez. Limpeza e cuidados básicos serão práticas seguras para seu bebê, e reduzem os riscos de transmissão de bactérias e infecção.
2. Agende o primeiro exame de saúde bucal do bebê até ele completar um ano de idade, ou quando o primeiro dente nascer, de acordo com as indicações da ADA e da Associação Brasileira de Odontopediatria. Os objetivos desta primeira visita são:
• Avaliação de riscos: o pediatra irá verificar se quaisquer etapas adicionais deverão ser tomadas com base no exame inicial.
• Educação: Os pediatras recomendam visitas de rotina a cada seis meses nos primeiros cinco anos de seu filho.
• Referências: Isto significa escolher um odontopediatra que fornecerá cuidados completos e consistentes ao longo dos próximos anos.
3. No primeiro ano de vida, limpe as gengivas de seu bebê no mínimo duas vezes por dia, durante a manhã e à noite, e após as amamentações, para prevenir o aparecimento de bactérias e acúmulo de comida. A melhor técnica é enrolar seu dedo indicador em uma gaze limpa e úmida, e gentilmente limpar as gengivas de seu bebê.
4. Quando os dentes começarem a nascer, limpe-os com um creme dental sem flúor e uma escova de dente infantil My First Colgate Sem Flúor™. Procure por escovas de cerdas macias e de fácil aderência nas mãos para bebês e crianças de até dois anos de idade.

O que evitar?

Evite uma exposição excessiva ao flúor. Você deverá consultar seu dentista ou pediatra para obter informações sobre o uso de flúor. Não deixe seu bebê cair no sono durante a amamentação ou com uma mamadeira em sua boca; isto minimizará o risco de desenvolvimento bactérias. Por fim, não compartilhe seus utensílios, como canudos ou copos. Lembre-se que as bactérias podem ser transmitidas e causar infecções.
Colocar todas estas ações em práticaspoderão garantir ao seu bebê os mais seguros e eficazes cuidados bucais. Definitivamente, isto trará mais tranquilidade para pais e crianças!

Voltar

OUTRAS POSTAGENS

Porque as dietas de emagrecimento não ...

Bola de Bichat

Bola de Bichat é uma estrutura gordurosa presente na região das bochechas que torna a face mais arredondada. Em muitos pacientes, essa camada de gordura é relativamente maior do que em outros, podendo alterar o formato do rosto deixando-o redondo.

Infelizmente, as dietas de emagrecimento não contribuem para o desaparecimento da Bola de Bichat, pois esta é uma das últimas gorduras a serem consumidas pelo organismo. Ela só diminui quando o indivíduo já queimou praticamente todas as outras.

Mas é aí que entra a finalidade da bichectomia, que é puramente estética: reduzir o volume das bochechas e afinar o rosto.

Fonte: rsaude.com.br

Deixe suas dúvidas sobre a bichectomia nos comentários! Também teremos a maior felicidade em te atender. Marque já uma avaliação!

Cirurgia Ortognática: correção completa ...

Ortognática

A Cirurgia Ortognática é indicada para vários tipos de anomalias ósseas, desde crescimentos deficientes a exagerados, em todos os sentidos. Para que possa ser realizada, após a diagnóstico da condição do paciente, várias avaliações são feitas para planejar a melhor forma de tratamento. Na criança, normalmente tenta-se corrigir o problema com o uso de aparelhos ortodônticos e ortopédicos que atuem também no crescimento ósseo. Porém, quando o portador da anomalia for adulto, o tratamento ortodôntico isolado não será suficiente para a correção, porque o processo de crescimento da face já terá se encerrado. Nesses casos, a cirurgia ortognática será necessária para a correção completa do problema.
Fonte: www.fo.usp.br

Tem mais dúvidas sobre a Cirurgia Ortognática? Faça já uma avaliação conosco ou deixe sua dúvida nos comentários!

Bichectomia: fazendo a escolha certa

Bichectomia: fazendo a escolha certa


Na bichectomia, antes de tudo, é necessário fazer a escolha correta de um bom cirurgião especialista que trabalhe em uma boa clínica com uma boa equipe. Dessa forma os riscos são minimizados.
Com o sucesso dessa cirurgia, se atentar a esses fatores é muito importante para ter uma cirurgia tranquila e com resultados satisfatórios.
Escolha um profissional que seja experiente e conheça da anatomia facial!
Você tem dúvidas sobre o assunto? Deixe aqui nos comentários! Ou, se preferir, marque já uma avaliação conosco.

#Bichectomia #Goiânia #Estética