Dia mundial do diabetes

Data: 14/11/2013

Autor: Comunicação Dr.Tiago

Diabetes e problemas de saúde bucal

Existe uma ligação entre as doenças gengivais e diabetes?

Dos 21 milhões de americanos que têm diabetes, muitos podem ficar surpresos com uma inesperada complicação associada com esta condição. Pesquisas sugerem que há uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) dentre aqueles com diabetes, somando as doenças gengivais a uma lista de outras complicações associadas com diabetes, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.

Existe uma via de mão dupla?

Pesquisas recentes sugerem que a relação entre doenças gengivais e diabetes é uma via de mão dupla. Não somente as pessoas com diabetes são suscetíveis às doenças gengivais, mas esta pode ter o potencial de afetar o controle glicêmico no sangue e contribuir para a progressão do diabetes.

Pesquisas sugerem que pessoas com diabetes têm alto risco de adquirirem problemas bucais, tais como gengivite (um estágio inicial de doença gengival) e periodontite (doença gengival avançada com perdas ósseas). Pessoas com diabetes têm um risco aumentado para doenças gengivais avançadas porque os diabéticos são geralmente mais suscetíveis às infecções bacterianas, e têm uma diminuição na capacidade de combater as bactérias que invadem o tecido gengival.

O Surgeon General´s Report on Oral Health afirma que uma boa saúde bucal é parte integrante da saúde geral. Por isso, escove os dentes, use fio dental e consulte o dentista regularmente.

Por ser diabético corro um risco maior de ter problemas com os dentes?


Se seus níveis de glicose no sangue não forem bem controlados, você tem maior chance de desenvolver doença gengival avançada e de perder dentes quando comparado a pessoas que não têm diabetes.

Como todas as infecções, a doença gengival pode ser um fator que eleva o açúcar do sangue e pode tornar o controle do diabetes mais difícil. Outros problemas bucais relacionados com diabetes são: candidíase (sapinho - uma infecção causada por um fungo que cresce na boca), boca seca que pode causar aftas, úlceras, infecções e cáries.

Como evitar problemas dentários associados ao diabetes?

Em primeiro lugar, o mais importante é você controlar o nível de glicose no sangue. Em seguida, cuide bem dos seus dentes e gengiva e faça exames minuciosos a cada seis meses.

Para controlar as infecções por fungo, controle bem seu diabetes, procure não fumar e, se usar dentadura, remova-a e limpe-a diariamente. O controle adequado da glicose do sangue também ajuda a evitar ou aliviar a boca seca causada pelo diabetes.

Que posso esperar das minhas consultas com o dentista? Devo contar a ele que tenho diabete?

As pessoas que têm diabetes necessitam cuidados especiais e seu dentista está preparado para ajudá-lo. Mantenha seu dentista informado sobre qualquer alteração em seu estado de saúde e sobre os medicamentos que estiver tomando.Exceto em caso de emergência, não se submeta a qualquer procedimento dentário se o açúcar no sangue não estiver bem controlado.

DIABETES: SINAIS E SINTOMAS





Voltar

OUTRAS POSTAGENS

Você costuma morder as bochechas

Você costuma morder as bochechas involuntariamente
A Bichectomia é um processo muito comum e eficaz para mudar a aparência ou o tamanho do rosto, fazendo você parecer mais jovem, conseguindo rosto mais fino e alongado e tornando a estrutura facial mais definida. Outra indicação da Bichectomia é para aquelas pessoas que costumam morder as bochechas involuntariamente.

Especialistas dizem que nenhuma dieta é capaz de reduzir a gordura, somente a cirurgia é capaz de tira-la. Não importa se voce está acima do peso ou não, a gordura sempre estará presente.

A cirurgia é um procedimento simples e pode demorar de 30 a 50 min. É feito um pequeno corte de 1 ou 2 cm no interior da boca para retirada da gordura. Os resultados aparecem em 30 a 90 dias.

A recuperação é comparada  a extração um dente: inchaço local, repouso, alimentação e compressas geladas nos primeiros dias, não fazer atividades físicas, não tomar sol, repouso e seguir as medicações indicadas.

 

Fonte: Saúde - iG  (saude.ig.com.br)

-

2020 é um ano de mudanças. Eleve sua autoestima, faça já uma avaliação conosco. Tem alguma dúvida sobre a Bichectomia? Deixe nos comentários.

A Bichectomia é indicada para quem?

A Bichectomia é indicada para quem tem as maças do rosto grandes?
Primeiramente, é importante que seja feita uma avaliação facial completa, pois há duas situações que devem ser avaliadas: A Hipertrofia do músculo masseter, responsável pela mastigação. O músculo causa inchaço na parte de trás das bochechas e, segundo especialistas, a Bichectomia pode ter um resultado limitado. Outra situação está relacionada às maçãs do rosto, nesse caso cirurgia não irá aumentar o volume das maçãs do rosto, ela apenas causará um efeito visual de evidenciá-las.

Fonte: clinicarealize.com.br

Pra quê esperar mais tempo? Faça já uma avaliação conosco! Estamos te esperando.

Benefícios da cirurgia ortognática



Muitos distúrbios ortodônticos podem ser resolvidos com tratamentos simples. Aparelhos fixos, móveis, placas de tratamento de DTM (Disfunção TermoMandibular), entre outros podem ser feitos a médio e longo prazo sem grandes problemas.

Já alguns casos são um pouco mais complicados e precisam de intervenções mais diretas, incluindo até mesmo tratamentos cirúrgicos.

Esse é o caso de quem precisa recorrer a cirurgia ortognática, que é mais comum do que parece. Ela é recomendada para quem possui algum tipo de deformidade óssea na região bucomaxilofacial.

A cirurgia promove uma série de benefícios para a vida do paciente, tais como:

• Ajuda a aumentar as vias aéreas e também um melhor selamento labial, permitindo melhor respiração;
• Melhora do sistema gastrointestinal, pois, com a cirurgia, o paciente consegue mastigar melhor os alimentos, facilitando a digestão no estômago;
• Melhora da autoestima, já que há uma melhora estética do sorriso e da região da face com a operação;

Fonte: www.dicasdemulher.com.br