Bichectomia: cirurgia pra reduzir as bochechas é nova febre entre as mulheres

Data: 02/02/2016

Autor: Comunicação Dr Tiago Tavares



Procedimento famoso nos EUA e que já caiu no gosto de muitas celebridades está conquistando as brasileiras
Esqueça (um pouco) as próteses de silicone e a lipoaspiração. A cirurgia do “momento” é a bichectomia, nome um tanto confuso que a gente decifra agora pra você: retirada da bola de bichat, gordura que fica nas bochechas e deixa o rosto redondinho. Pense rápido em Angelina Jolie e Megan Fox. Famosas pelas maçãs do rosto superdestacadas, elas são algumas das celebs que optaram pela cirurgia de redução em troca de um perfil fino e magro. Reparou no antes e depois? Nos Estados Unidos, o procedimento já é famoso há anos, mas aqui no Brasil ainda é novidade e já está caindo no gosto da mulherada insatisfeita com as bochechas avantajadas. Elas começaram a procurar após sair na mídia que o resultado deixa o rosto mais definido e maçãs mais evidentes
Ela é considerada simples e pode ser feita com anestesia local e aí é feita a retirada de um acúmulo de gordura que se encontra na região das bochechas. Essa quantidade pode variar de acordo com o aspecto genético ou devido ao excesso de peso da pessoa”, explicou. O corte é pequeno (cerca de 1 cm) na parte interna da boca e depois é fechado com pontos de fios absorvíveis, que não deixam cicatrizes.

Depois da cirurgia
O pós-operatório exige alguns cuidados, mas nada fora do normal, viu?" Dieta leve por 10 dias, compressa de gelo no local de 3 a 4 vezes por dia, evitar esforço físico, não se expor ao sol e não fazer atividade física por três semanas."

E aí, será que a moda pega?

http://revistaglamour.globo.com/

Voltar

OUTRAS POSTAGENS

Cirurgia Ortognática

Cirurgia ortognática

Cirurgia Ortognática é o procedimento realizado por Cirurgiões-Dentistas especialistas em Cirurgia Buco-Maxilo-Facial, para correção dos maxilares e dentes.

É indicada nas situações em que o paciente não possui o encaixe correto dos dentes (Má oclusão dentária) e ao mesmo tempo possui a maxila ou a mandíbula muito para frente ou muito para trás.
Características transmitida geneticamente originam um queixo longo ou curto demais.

A correção estética e principalmente funcional dos maxilares é o principal objetivo da cirurgia ortognática. O aparelho ortodôntico deve ser utilizado antes e após a cirurgia.

Agende uma consulta com Dr. Tiago Tavares para avaliação específica do seu caso.

Mentoplastia. Cirurgia para aumentar ou ...

Mentoplastia.
A indicação da cirurgia é para corrigir defeitos estéticos ou funcionais. Podendo envolver correção de assimetrias e também no auxílio do tratamento da apnéia do sono.

O planejamento é diferente para homens e mulheres, sendo levado em conta o formato do rosto e padrões de etnias. A posição do lábio inferior e a ponta do queixo são alteradas com a mentoplastia, proporcionando um perfil de face mais harmônico e equilibrado.

O procedimento é indicado quando ocorre a finalização completa do crescimento do paciente.

A maior vantagem da Mentoplastia feita por um Cirurgião BucoMaxiloFacial é que os tecidos do próprio paciente são reposicionados, sem a necessidade de inserir uma prótese de silicone ou metacrilato. Isto proporciona ao paciente um novo perfil de face com mais naturalidade.

Para saber mais informações, agende uma consulta com Dr. Tiago Tavares para avaliação específica do seu caso.

Cirurgia ortognática.

O procedimento cirúrgico visa a fazer uma correção das alterações faciais e dar mais qualidade de vida para os pacientes. “Orto” vem de correto, e “gnatos” significa maxilares. As melhorias vão além da estética: a mordida do paciente também melhora.
Esse procedimento ajuda a obter o equilíbrio anatômico do rosto.
Como funciona a cirurgia ortognática?
• Ela busca o equilíbrio anatômico da face.
• É indicada quanto o aparelho ortodôntico não consegue reparar um problema.
• Corrige deformidades ocasionadas por anomalias.
• O trabalho tem início com a ortodontia, antes de ser encaminhado para a cirurgia.
• São feitos exames detalhados para avaliar o problema do paciente.
• Pacientes a partir de 17 anos de idade podem realizá-la.